EQUIPE À DO(E)RIVA!

Luiz Carlos Rocha
    A Caravela Vascaína está mesmo à Doriva, ou melhor, à deriva! Com uma atuação para lá de pífia, os inúteis que vestiram o manto sagrado cruzmaltino perderam por 3 a 0, em pleno Estádio de São Januário, para a Ponte Preta, com gols de Diego Oliveira (este marcou no impressionante tempo dos primeiros sessenta segundos de jogo), Tiago Alves e Borges. Esses energúmenos conseguiram ainda 2 expulsões e colocar o Vasco da Gama na Zona de rebaixamento, na 18 ª posição da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro! Muita incapacidade numa só partida!
    Enganou-se (ou não, pois um gestor com vasta experiência não pode cair no conto da carochinha) Dom Charuto ao achar que este plantel de bosta seria suficiente para sequer disputar a referida competição. Mais infeliz ele foi ao afirmar que o Vasco seria campeão! Não se faz um time com 43 jogadores, sendo certo, que não temos nenhum grande craque, e do número apresentado no máximo 3 bons jogadores e 10 medianos. Todo o restante é mero dissabor.  Um time campeão se faz com 11 craques, 6 ótimos jogadores e mais 6 bons jogadores, com 3 medianos completando.
    Ainda no que tange a Eurico, cadê o respeito? Atualmente o cartola não merece respeito nem do síndico do prédio onde mora! Da velha máxima: Se dê o respeito, para ser respeitado! Dom Charuto tem de respeitar – de verdade, sem demagogia – a Imensa Torcida, que um dia já foi Bem Feliz! O torcedor vascaíno já viveu dias de glórias. Viu craques vestirem a camisa do time. Outrora era conhecido como Machão da Gama. Gigante da Colina. Vasco da Fama! Atualmente Fiasco sem Grana!
    Dom Charuto tem a inclinação natural para apequenar nossa amada instituição. Relembrando, na primeira gestão (de 2001 a 2008), em 2003 (dois anos para conquistar um título regional) foi campeão carioca e só! No último ano de pleito, um rebaixamento para a Série B do Brasileirão! Nessa segunda gestão as coisas aceleraram. O triunfo carioquinha chegou logo de pronto. Mas o fantasma da Segundona também!
    A Macaca não se deu conta que jogava contra o atual campeão carioca, dentro do seu reduto. Atropelou Doriva e seus comandados e de quebra de uma banana para Eurico! É preciso saber respeitar os limites. Saber que administração é para administrador, ou um profissional pós-graduado em gestão. De preferência em negócios desportivos. Que não é o caso de Dom Charuto. Por isso tantas falhas. Além da arrogância e prepotência que ele não consegue abandonar. Mas não é só isso a razão de tanto fracasso.
    O respeito cronológico não faz parte do dicionário de Eurico Miranda. Ele rompeu a fronteira limítrofe da idade produtiva. Muito mais do que o tempo, a sua mente já não trabalha como outrora. Devaneios administrativos são facilmente encontrados em seu pleito. É preciso saber a hora de parar, para que sejamos lembrados pelos grandes feitos e não pelas tragédias. Algumas pessoas com idade mais avançada do que Dom Charuto estão no mercado de trabalho produzindo bem. Mas prepararam corpo e mente para isso!
    Seu “poder” centralizador acaba com o espírito de equipe. Dom Charuto quer ocupar todos os cargos em São Januário. Do porteiro ao presidente do clube. Por estar acima do peso, talvez ser a bola em dias de jogos para atletas lhe chutarem com vontade não lhe cairia tão mal assim. É preciso delegar funções. Afinal, futebol é um esporte coletivo.  Ademais, vivemos num Estado Democrático de Direito. Não podemos permitir que uma Instituição brilhante como o Vasco da Gama tenha um ditador no comando. Críticas e elogios, bem como as sugestões fazem parte do crescimento cultural e histórico da Entidade.  Como advogado (militando? Com tão poucos processos em sua inscrição na OAB/RJ), o “dotô” Eurico tem por obrigação entender que reprimir a liberdade de expressão (muito embora a Lei 5.250/67 tenha sido revogada) é ferir a Carta Magna.
    Sem exagero neste humilde desabafo, posso afirmar que inclusive o PRINCÍPIO CONSTITUCIONAL DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA (art. 1º, III, CRFB), está sendo maculada, uma vez, que a relação firme, que exige tolerância, respeito e diálogo entre os consortes (neste caso Eurico e a Torcida) está cada dia mais abalada.  Os direitos e deveres são isonômicos e inalienáveis, pois é o fundamento para a paz e o desenvolvimento social e futebolístico. O presidente não está sendo leal quando tenta “calar” a boca da torcida e parte da imprensa (aqueles que têm compromisso com a verdade, que não foram comprados pelo sistema) que se manifestam através da palavra.
    Voltando ao jogo-treino da Ponte Preta, ontem, na Colina, está mais do que provado que Doriva não deve ser treinador do Vasco.  Um time com a história que o Vasco tem não pode atuar de forma covarde. Tem de atuar para frente. Ser temido pelos adversários! Esse papo de atleta atuar de forma displicente a fim de perder a partida para derrubar o técnico é leviano demais. Essa manifestação de insatisfação se enquadra no mais alto teor da falta de caráter! Não querem mais o “Patinho Feio”? Muito simples: reúnam-se todos e através de um ou dois representantes do plantel procurem o presidente. Porém, em campo a determinação tem de ser a mesma. Afinal, o maior patrimônio da torcida não pode pagar por isso!
    No início da carreira de jornalista – quando eu ainda era foca – nem sempre estava satisfeito com as atitudes e determinações de meus chefes na época. Porém, jamais deixei de escrever com afinco e carinho. Meus leitores não precisavam saber das incompatibilidades. Logo, os atletas que não quiserem atuar de maneira digna, as portas estão abertas! Quero ver se o nosso mandatário metido a gangster irá ter “aquilo roxo” para punir os culpados por esse desenvolvimento mequetrefe na competição.
    O atacante (de nervos) Gilberto perder uma penalidade máxima, em casa, com o apoio de sua torcida é no mínimo displicência. E ainda ser expulso por reclamação no final da partida. Nunca mais merece estar no banco de reservas, que dirá atuar como titular! O zagueiro Luan falhou no jogo contra o Galo, e agora também. Segundo o ditado popular: Um é pouco, dois é bom e três é demais! Espero que na próxima partida o menino que atuava tão bem não tenha o “espírito Odvan” encostado em seu corpo.  Diguinho muito contestado prefiro não avaliar, pois não tem espaço no meu time na Praia de Icaraí, que dirá no Gigante da Colina! E tantas outras falhas.
   Sábado, o confronto será contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada, em partida válida pela 6ª Rodada, às 22 horas. Muita coisa precisa mudar de forma urgentíssima. São apenas 3 pontos ganhos, em 15 disputados. Incrivelmente o Vasco marcou somente um gol, com o volante Lucas, na partida contra o Internacional, na 3ª Rodada. Desde que levantou a Taça do Carioca, todos os jogos foram puro sofrimento para a Massa Vascaína. Espero que no último dia da semana as atitudes sejam diferentes por parte dos jogadores, comissão técnica e principalmente diretoria. Perder mais um jogo e infantilmente não querer falar com os repórteres é fácil. Quero ver assumir os erros e consertá-los para não mais repeti-los!
 
DIVULGUEM ESSA COVARDIA: GOSTARIA DE PEDIR A TODOS OS MEUS AMIGOS E LEITORES QUE TIRASSE UM TEMPINHO PARA LER A PETIÇÃO PÚBLICA, AO QUAL SEGUE ABAIXO O LINK. TAL DOCUMENTO REFERE-SE A UM ATO DE COVARDIA POR PARTE DA VOLKSWAGEN DO BRASIL EM COAUTORIA DA ABOLIÇÃO VEÍCULOS (GRUPO AB) CONTRA ESTE VELHO JORNALISTA. A REFERIDA CONCESSIONÁRIA ESTÁ ME LESANDO DESDE FEVEREIRO DE 2013. MEU CARRO FOI BATIDO DENTRO DA OFICINA, FURTARAM ACESSÓRIOS, TEM PROBLEMAS CAUSADOS POR ELES, ALÉM DE DEFEITOS DE FABRICAÇÃO. O CARRO 0 KM COMPRADO POR MIM HOJE SE ENCONTRA NA OFICINA DA ABOLIÇÃO VEÍCULOS (CENTRO DE NITERÓI) DESDE 10 DE JUNHO DE 2013, OU SEJA, HÁ 23 MESES. TEM APENAS 729 KM RODADOS PARA COMPROVAR O CALVÁRIO TENHO DOCUMENTOS, GRAVAÇÕES DE AUDIO E VÍDEO, MAIS DE 400 FOTOGRAFIAS E E-MAILS TROCADOS COM FUNCIONÁRIOS DO BAIXO, MÉDIO E ALTO ESCALÃO DA EMPRESA. POR FAVOR, ASSINEM O DOCUMENTO PARA QUE OUTROS CONSUMIDORES NÃO SEJAM LESADOS POR EMPRESAS DESTE NÍVEL.  https://secure.avaaz.org/po/petition/Aos_Orgaos_de_Defesa_do_Consumidor_e_ao_Poder_Judiciario_JUSTICA_CONTRA_UMA_MARCA_E_SUA_REVENDERORA_QUE_DESCUMPREM_A_LEI/?lJEcNfb&pv=0
 
                               
APÓS AS TODAS AS PARTIDAS DO VASCÃO EM MEU PERFIL DO FACEBOOK (QUEM QUISER RECEBER AS CRÔNICAS DE PRIMEIRA MÃO É SÓ ME ADICIONAR), E NOS SITES WEBVASCO (www.webvasco.com), E VASCAÍNOS UNIDOS (www.vascainosunidos.com.br) TEM A OPINIÃO DO JORNALISTA LUIZ CARLOS ROCHA. LEIAM! COMPARTILHEM E CURTAM! VASCAÍNOS UNIDOS JAMAIS SERÃO VENCIDOS.


 

Você pode querer ler...

  • Luiz Carlos RochaNADA! Um time que ainda não venceu na competição. Que sequer marcou um gol. Que não mostrou o ar da sua graça. Pode ser o que? Nada! Então […]
  • Luiz Carlos RochaO TIME DA PIADA, UM TIME SEM VALOR! Outrora ecoava das arquibancadas: “O Vasco é o time da virada, o Vasco é o time do amor. Lê, lê, ô, ô, ô ô”. Certamente, a Imensa […]
  • NA CADÊNCIA DO SAMBA! Se foi coincidência eu não sei. Mas o fato é que no último dia 2 – Dia Nacional do Samba – tomou posse a nova diretoria do Club de […]
  • Luiz Carlos RochaTIME INCOMPATÍVEL COM A TORCIDA!     Vergonha! O Vasco precisou jogar com um homem a mais toda a etapa complementar, expulsar o goleiro Gilvan e gastar o […]
  • Luiz Carlos RochaRESPEITO É BOM E EU GOSTO! Ontem o Vasco sofreu MAIS UMA DERROTA no Campeonato Brasileiro! Desta vez, quem atropelou o Cruzmaltino foi o Atlético Paranaense, na […]

About the Author

Prof. Luiz Carlos Rocha
O Prof. Luiz Carlos Rocha é o Jornalista responsável pelo Webvasco.com (26153 MTB/RJ) com pós-graduação em jornalismo esportivo, além de ser Fotógrafo profissional. Entre sua vasta experiência profissional, estão a Revista Amiga e o Jornal dos Sports. Você pode encontrá-lo no Facebook clicando aqui!