GAROTO CARIOCA SUINGUE SANGUE BOM!

Nascido no interior de São Paulo, Vinícius Bonotto Conrado, de 51 anos, abandonou o 9º período da faculdade de Direito para ser cantor. Seu primeiro grande hit foi Heloísa mexe a cadeira, em 1997. De lá para cá outros sucessos, tais como Uh! Tiazinha, Te encontrar de novo, Na gandaia, Eu vou pirar…

O dono da gravadora Vinny Planet também chegou cursar gastronomia e psicologia, mas formou-se mesmo em Filosofia, em 2012. Atualmente cursa mestrado em uma renomada universidade na Argentina. O garoto carioca suingue sangue bom, recebeu o WebVasco no Cinestudio, em Jacarepaguá/RJ, aonde sempre grava o Programa Estúdio Cabeça, do canal Music Box Brazil.

Simpático, gentil, inteligente, irreverente, boa praça e acima de tudo vascaíno, Vinny mostrou não só entender de música e filosofia, mas também de futebol.

Você acha que a torcida do Vasco da Gama precisa requebrar e sacodir a poeira no Campeonato Brasileiro de 2018?

Sim. Partindo do Estadual precisamos ter muita fé e apoiar o time. Ainda falta um reforço de peso.

O que você achou do novo uniforme, sendo a Diadora o fornecedor de material esportivo?

Reparei a falta de patrocínio. Eu particularmente gosto da camisa mais limpa, tipo a de 1998, que foi campeã da Libertadores.

Você acha que se o Alexandre Campello não fizer uma boa gestão o bicho vai pegar?

Eu acho que seja quem for o presidente do Cruzmaltino é preciso conhecimento, principalmente na área comercial, porque a marca é muito forte.

O Gigante da Colina passou muito tempo desacreditado, na sua opinião a equipe está novamente subindo a ladeira desportiva?

Na verdade estamos muito longe do que realmente o Vasco é. Das glórias de outrora. Nos acostumamos com pouco. Precisamos deixar os três rebaixamentos lá pra trás, e partir para as grandes conquistas como em um passado não tão distante assim. Espero que essa ladeira nos leve ao estrelato novamente.

O torcedor vascaíno gostaria de dizer para os títulos: te encontrar de novo?

Sim, como gostaria de encontrar de novo o Brasileiro. A postura do time tem de ser vitoriosa. Até, porque, o campeão brasileiro sempre é temido na Copa Libertadores.

Uh! Tiazinha foi um sucesso cheio de sensualidade, quem seria a atual “Tiazinha” vascaína, a musa do Caldeirão?

A Fernanda Abreu – que é gostosa pessoalmente – será sempre a musa vascaína. Ela é madura, linda e especial.

Mesmo tendo nascido em Sampa, sempre torceu para o Machão da Gama?

Nasci na cidade de Leme, mas vim para cá com um ano de idade. E como todo vascaíno também sou um pouco palmeirense.

Já pensou em fazer uma música para o Vasco?

Nunca pensei, pelo fato de mexer com a minha paixão (e de tantas outras). O fato de misturar razão e emoção algumas vezes complica.

Como foi o sofrimento com os três rebaixamentos?

Sofri igualmente em todos. O primeiro eu não acreditei, mas apoiei o time na Série B. Eu vinha da Região dos Lagos com a minha família, não aguentei, parei em uma lanchonete de estrada para acompanhar a partida e sofri muito ao término do jogo.

O que você espera para o Cruzmaltino nos três próximos anos?

Nesse exato momento temos uma equipe de média para ruim, tudo poderá mudar ao longo da temporada, mas a situação atual é essa. Se continuar assim será bem complicado ganhar alguma coisa. Temos um grande goleiro e com a saída do Nenê, que é inteligente perdemos mais ainda. Falta um goleador, um armador, bons laterais. Zagueiros experientes…

O clube mexeu mesmo a cadeira ou o Alexandre Campello é só um laranja do Eurico Miranda?

A comparação Lula e Dilma te responde? Sorriu. Mas independente disso o Campello poderá ouvir todas as correntes, mas seguir somente o que for melhor para o Vasco.

O que te fez um torcedor apaixonado?

Minha avó. Em São Paulo ela torcia para o Palmeiras, aí quando nos mudamos para o Rio, ela passou torcer para o Vasco (por essa irmandade). Já crescido conheci o Roberto Dinamite e o Zanata, que reforçou mais meu lado torcedor. Vale dizer, que todo o resto da minha família torcia para aquele time adversário que nem vou citar. Vou te contar uma coisa: Fui um dos poucos caras que fez gol no Mazarópi. Era um jogo de artistas. O gol foi contra, mas foi nele não é? (Disparou com muito bom humor).

Qual o melhor treinador do Gigante da Colina de todos os tempos? Por que?

Na minha opinião o Lopes (Antônio), por todos os títulos que ele conquistou no clube. Gosto de técnico mais tradicional, aquele que coloca para o plantel com rigor o que acredita ser o melhor.

A letra V, de Vinny, de Vasco, de Virtude, de Vencer, o que representa para você no futebol?

Vitória é a melhor definição. Quando eu era molequinho, morava no Turano, pegava aquelas fichas de ônibus branca e pintava a faixa diagonal preta para jogar futebol de botão no chão da rua. Desde pequeno faço a ligação das palavras Vasco e campeão.

Se não fosse torcedor do Vascão, para qual time torceria?

Palmeiras, pela ligação. É automático esse raciocínio.

FOTOGRAFIAS: BY LUIZ CARLOS ROCHA, COM COLABORAÇÃO DE NATALY MONTEIRO.

Você pode querer ler...

  • EM DIA DE LOCO, EU SOU FELIZ!EM DIA DE LOCO, EU SOU FELIZ! “Dizem que sou louco por pensar assim. Se eu sou muito louco por eu ser feliz. Mas louco é quem me diz. E não é feliz, não é feliz”. A […]
  • Luiz Carlos RochaRESPEITO É BOM E EU GOSTO! Ontem o Vasco sofreu MAIS UMA DERROTA no Campeonato Brasileiro! Desta vez, quem atropelou o Cruzmaltino foi o Atlético Paranaense, na […]
  • Luiz Carlos RochaEMOÇÕES! Justamente no dia do aniversário do cantor vascaíno Roberto Carlos, o herói da partida vestiu azul (Martín Silva) e emoções foram […]
  • MACA É DOENTE!MACA É DOENTE! Quem precisa de maca é doente! Na saudável peleja entre Vasco da Gama e Macaé, deu a lógica. O Gigante da Colina, de virada, bateu o […]
  • JÁ ME PASSARAM A MÃO NA BUNDA, E AINDA NÃO COMI NINGUÉM!JÁ ME PASSARAM A MÃO NA BUNDA, E AINDA NÃO COMI NINGUÉM! Na partida entre os patrícios Portuguesa e Vasco da Gama, válida pela Segunda Rodada, da Taça Rio (Segunda Fase), do Campeonato Carioca, […]

About the Author

Prof. Luiz Carlos Rocha
O Prof. Luiz Carlos Rocha é o Jornalista responsável pelo Webvasco.com (26153 MTB/RJ) com pós-graduação em jornalismo esportivo, além de ser Fotógrafo profissional. Entre sua vasta experiência profissional, estão a Revista Amiga e o Jornal dos Sports. Você pode encontrá-lo no Facebook clicando aqui!