Argumentos Sobre a Revitalização do Entorno de SJ. Ou a Reivindicamos imediatamente, ou a perderemos para sempre!

Caros Amigos Vascaínos!

Depois de algum tempo ausente em minhas colunas, em virtude de longos compromissos profissionais, venho colocar a questão da Revitalização do Entorno do  Estádio de SJ (São Januário), novamente no meio Vascaíno.

Entorno Atual de SJ
Fonte da imagem: Internet

Como todos os Vascaínos sabem, este portal (webvasco.com) é um conceituado veículo de interação entre os Vascaínos nas redes sociais e a questão da Revitalização do Entorno de SJ, que é o pré requisito para a posterior Ampliação/Modernização do nosso estádio, e é uma das BANDEIRAS VASCAÍNAS a qual empenhamos, como também a empenho fazendo parte do Movimento Voluntário pela Revitalização do Entorno de SJ, em conjunto com os Srs: André Pedro, Marcus Simonini, Raimundo Almeida, Maurício Mendes e Phillipi Labanca.

Todos sabemos que este viés já teria acontecido, caso o evento olímpico “Rugby Rio 2016” acontecesse no estádio do nosso amado Clube, cujo evento demandaria tais obras de Acessibilidade e Mobilidade Urbana em seu entorno, em conjunto com o Programa “Morar Carioca” da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. Obras pontuais de MODERNIZAÇÃO, também seriam feitas dentro do estádio, de modo a se realizar este Esporte que retorna ao cenário olímpico após 92 anos.

Vamos lembrar alguns fatos dentro deste contexto:

Uma Carta de Intenções, objetivando esta linha de ação, foi assinada entre o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e o CRVG (Clube de Regatas Vasco da Gama) em Julho de 2010 (VEJAM AO CLICAR AQUIhttp://www.sidneyrezende.com/noticia/94672+vasco+assina+acordo+para+sao+januario+ser+sede+do+rugby+nas+olimpiadas+de+2016) e que em Outubro, de 2012, para surpresa negativa de toda a Torcida
Vascaína, perdemos este viés olímpico, cuja diretoria anterior não deu até hoje uma explicação plausível para esta irreparável perda.

Este evento olímpico nos proporcionaria uma IMENSA VISIBILIDADE, ao nosso Clube para o mundo, além das benfeitorias que viriam com essa linha de ação.

http://www.netvasco.com.br/news/noticias16/arquivos/20100721-0004-10-sao-januario-oficializado-como-sede-de-rugbi-nas-olimpiadas.jpg

Assinatura da carta de intenções, entre o COB e o CRVG, visando o Rugby Rio 2016 em São Januário
Fonte da imagem: vasco.com.br

Mesmo com a perda do Rugby Rio 2016 em SJ, o Programa “Morar Carioca” se manteve ativo e a Revitalização do Entorno do Estádio de SJ foi novamente apalavrada, pelo Sr Prefeito da Cidade do RJ, em Julho de 2014 (VEJA AO CLICAR AQUIhttp://www.rio.rj.gov.br/web/guest/exibeconteudo?id=4822086), inclusive com a verba prevista no valor de R$ 31.000.000,00 (Trinta e um Milhões de Reais, valor pequeno para tais benfeitorias) para obras de Acessibilidade, Habitação, Regularização Fundiária, Saneamento, Iluminação, Lazer, etc …

Como podemos ver, independente da perda do Rugby Rio 2016 em SJ, a Revitalização do Entorno está em aberto, no compasso de espera em seu modo macro, embora algumas pequenas intervenções estejam sendo feitas
até aqui.

Lembramos também, que está prevista a construção da estação São Januário do BRT Transbrasil, na Av Brasil, em frente ao novo acesso previsto ligando a mesma ao Estádio de SJ (VEJA AO CLICAR AQUI http://www.wikirio.com.br/TransBrasil). Para quem não conhecer o que é o BRT (Bus Rapid Transit), ele é um corredor expresso de ônibus, que está sendo construído, e que ligará o bairro de Deodoro até o aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio de Janeiro.

     3657423

     Previsão do novo entorno de São Januário
     Fonte da Imagem: Portal da SMH – Prefeitura do Rio de Janeiro

20130306-1016-1-cara-nova.-a-rua-ricardo-machado-reurbanizada-na-barreira-do-vasco mini

      Provável Rua Ricardo Machado, entre o  Estádio  de
      São Januário e a Barreira do Vasco, conforme projeto.

      Fonte da Imagem: Jornal O Globo – RJ  – 06/03/13

      Nova Praça em frente a portaria principal do Estádio de
      São Januário – RJ
      Fonte da Imagem: oglobo.globo.com – 30/06/14

Quanto ao PROJETO INICIAL ORÇADO EM R$ 100.000.000,00 (Cem Milhões de Reais) previsto para aquela região, quando o CRVG estava com uma carta de intenções assinada para sediar o Rugby Rio 2016 (VEJA AO CLICAR AQUIhttp://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/barreira-do-vasco-e-caju-vao-receber-r-100-milhoes-em-obras-de-urbanizacao-e-infraestrutura-20130306.html), eu e mais o amigo, colega de propósito e colega de profissão, Engº Civil Raimundo Almeida, estivemos em Setembro de 2011 no CAU – RJ (Centro de Arquitetura e Urbanismo da Cidade do Rio de Janeiro) em uma REUNIÃO com a Coordenadora de Urbanismo Municipal, de modo a apresentarmos SUGESTÕES e IDEIAS conjuntas, para aquela região ESQUECIDA pelo Poder Público há décadas, assim como tivemos acesso ao referido projeto Municipal, para aquela área.

Um quesito que o projeto da Prefeitura GUARDOU SEMELHANÇA, com as nossas sugestões, foi a rua prevista acessando a Av. Brasil a rua General Almério de Moura, onde se encontra o estádio de SJ.

Tivemos uma boa recepção, por parte da Coordenadora e REPRODUZIMOS NA IMAGEM ABAIXO, de modo simplista e artesanal, o QUESITO ACESSIBILIDADE previsto naquele projeto:

image

Imagem artesanal, sobre o projeto de Revitalização da Prefeitura Municipal do RJ, quesito Acessibilidade, previsto para o Entorno de SJ, quando o CRVG estava com  a  Carta  de Intenções assinada, entre o COB e o mesmo, de
modo a se realizar  o  Rugby  Rio  2016.
Fonte da imagem, como referência, google maps: Movimento Voluntário pela Revitalização
do Entorno do Estádio de SJ,

Lembramos a todos os Vascaínos que esta linha de ação é pontual e necessária para o entorno, pois beneficiará não somente o CRVG, mas sim a todos os moradores, trabalhadores, comerciantes e até mesmo a população da Cidade do Rio de Janeiro, que ganharão novas portas de entrada para aquela região do Bairro de São Cristóvão e adjacências.

Essa iniciativa conta com o apoio de moradores, comerciantes, empresários da região e autoridades do Bairro Imperial de São Cristóvão e seus arredores, pois irá alavancar o potencial de investimentos naquele Bairro ao revitalizá-lo, abrindo a possibilidade de novos imóveis habitacionais, comerciais, industriais, culturais, tais como: shoppings, Lojas, Cinemas, Áreas de Lazer, Postos Médicos, entre outros, que mudarão a situação atual de “REGIÃO ESTAGNADA” para “REGIÃO POTENCIALIZADA”!

Outro argumento interessante, que podemos passar dentro do contexto, é o fato daquela região possuir o apelo Histórico e Cultural. Pois a cerca de 2 Km de São Januário existe a “QUINTA DA BOA VISTA” que é um Parque a céu aberto, na Cidade do Rio de Janeiro (semelhante ao “Central Park” da Cidade de Nova York – E.U.A.), cujo local está o MUSEU IMPERIAL que remonta a História do Brasil Império, assim como a proximidade do CENTRO DE TRADIÇÕES NORDESTINAS (Popular Feira de São Cristóvão), está próximo da CADEG (Centro de Abastecimento Alimentício do RJ), idem para o POLO RIO DE LUSTRES DE BENFICA (O maior polo de Iluminação do RJ), como também o OBSERVATÓRIO NACIONAL, a RÁDIO TUPI RJ (1280 AM/ 96,5 FM), entre outros atrativos daquela Região Histórica e Cultural do Brasil, que está situada numa das Regiões mais CENTRAIS da Cidade do Rio de Janeiro.

Quanto que o Município do Rio de Janeiro, o CRVG e a Iniciativa Privada não perdem, assim como os moradores e turistas da Cidade, em não se PROMOVER um CIRCUITO ESPORTIVO, CULTURAL E HISTÓRICO, aproximando e integrando estes equipamentos com a População?

      Quinta da Boa Vista – Bairro de São Cristóvão – RJ, ao fundo o Museu Imperial
      Fonte da imagem: yourholidayhome.com

      Centro de Tradições Nordestinas (Feira de São Cristóvão) – Bairro de São Cristóvão – RJ
      Fonte da imagem: www.riofilmcommission.com

Queremos lembrar aos Vascaínos, que o nosso Grupo Voluntário da Revitalização do Entorno de SJ teve reuniões de intercâmbio, tanto com a diretoria anterior do CRVG, quanto a atual.

Em relação a anterior, a mesma se mostrou interessada em promover a aproximação com o Poder Público, de modo a se buscar esta benfeitoria comum ao CRVG, aos moradores e a toda aquela região, mas que na prática não teve pró atividade suficiente para se buscar e se realizar esta importante linha de ação.

Em relação a atual diretoria do CRVG, tivemos uma reunião com a mesma, em Dezembro de 2014, onde apresentamos o nosso trabalho voluntário, como também a razão deste propósito ser realizado, assim como deixamos um farto material sobre este trabalho. Apresentamos também, o APOIO INCONDICIONAL de moradores, empresários e autoridades daquele Bairro, que ENXERGAM O POTENCIAL HABITACIONAL, COMERCIAL E TURÍSTICO, com a Revitalização daquela área. Pois o CRVG é o “carro chefe” de qualquer linha de ação naquele local.

Infelizmente não obtivemos ainda um retorno da atual diretoria sobre este trabalho e sobre o seu apoio. Pois o CRVG TEM QUE SER O MAIOR INTERESSADO nessas benfeitorias, por mais que voluntariamente estamos todos lutando por isso e por mais que o Torcedor Vascaíno almeje isto.

Possa ser que a atual diretoria do CRVG esteja maturando essa possibilidade, perante o Poder Público, de modo reservado?

Esperamos que seja isso! Pois o Vasco da Gama tem que ser GIGANTE também nesta condição!

Quanto ao Poder Público, neste caso a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, a mesma possui em mãos um ABAIXO ASSINADO ELETRÔNICO, de 10.313 assinaturas (VEJA AO CLICAR AQUI NO FIM DAQUELA COLUNA – http://www.webvasco.com/social/leia-no-webvasco/colunas/marcelo-paiva/314-agora-e-oficial-autoridades-do-rio-de-janeiro-receberam-o-abaixo-assinado-pela-revitalizacao.html) reivindicando a Revitalização do Entorno do Estádio de SJ, quando o CRVG ainda estava definido para realizar o Rugby Rio 2016. Até hoje a Prefeitura ainda NÃO DEU UMA RESPOSTA ao grupo Voluntário, sobre esta reivindicação!

Após todos estes bons argumentos citados até aqui, percebemos que para esta importante linha de ação se concretizar é de suma importância o CRVG procurar o Poder Público e solicitar que o projeto de referência para a Revitalização do Entorno de SJ, aquele inicial quando o Vasco da Gama estava previsto sediar o Rugby Rio 2016, SAIA DO PAPEL através da VERBA JÁ DESTINADA PARA ISSO, conforme visto anteriormente.

Tudo é questão de VONTADE POLÍTICA entre as partes, de modo que no entendimento de ambos seja ENXERGADA e EXECUTADA essa obra de infra estrutura comum ao Clube, aos moradores, ao comércio e indústria local, e até mesmo ao próprio Poder Público.

Que o CRVG aja o mais rápido possível e que a Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro ENXERGUE a POTENCIALIZAÇÃO daquela região, carente de ações Públicas há décadas.

Antes que um dia o nosso Estádio de SJ, quase centenário, seja possivelmente INTERDITADO pelas “Forças Ocultas”, alegando obsolência e fadiga do equipamento.

São Januário DEVE e MERECE uma modernização, seguida de ampliação nos conceitos atuais de sustentabilidade (Captação de água de chuva para limpeza em geral e irrigação do gramado. Captação de energia solar para armazenamento, de modo a iluminar alguns pontos do Estádio, entre outros …).

Para isso ocorrer recaímos novamente na necessidade do pré requisito “Revitalização do Entorno de SJ” SER CUMPRIDO, de modo posterior a “Modernização/Ampliação” do estádio ocorrer a “reboque” no momento
certo!

      Projeto da Luso Arenas para São Januário em 1998 – 40.000 espectadores. Este projeto ainda está em aberto!
      Fonte da imagem: skyscrapercity.com

      Aviva Stadium – Dublin – Eire – 40.000 espectadores.
      Formato semelhante (“ferradura”) ao atual Estádio de São Januário, como referência.
      Fonte da imagem: inhabitat.com

 

Como Vascaínos visionários que somos devemos nos empenharmos em cobrar do CRVG, como “carro chefe” de quaisquer linhas de ações naquela região,providências perante o Poder Público, reivindicando tais benfeitorias explanadas nesta matéria. Assim como massificarmos na mídia em geral, este apelo.

Pois argumentos fortes e contundentes existem e não podemos deixar o 3º e último “cavalo selado” passar! Os outros dois foram: um no Pan Americano de 2007 e o outro, na Olimpíada Rio 2016.

Lembramos a todos os Vascaínos, ao Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro e a todos os postulantes a este cargo, seja de situação ou de oposição, que este é um ANO ELEITORAL em todas as Cidades Brasileiras e que Revitalizar o entorno de SJ é um BEM COMUM a toda aquela região e a toda a Cidade do Rio de Janeiro. E não somente ao CRVG.

Que o Vasco da Gama LUTE por essa premissa e posteriormente modernize e amplie o seu estádio.

Pois todo e qualquer grande Clube hoje que não possuir um estádio próprio atualizado, ou uma arena multi uso, tenderão a desaparecerem como grandes clubes no futuro próximo!

Que pequemos por excesso, mas nunca por omissão!

    
Pois um dia a História irá COBRAR POSITIVAMENTE ou NEGATIVAMENTE, a todos aqueles que direta, ou indiretamente, tiveram a oportunidade de FAZER, OU NÃO, esta BENFEITORIA comum ao CRVG e a toda aquela Região!

 

Revitalização do Entorno do Estádio de São Januário JÁ!

Saudações Vascaínas a todos e vamos a algumas imagens abaixo, que ajudam a complementar os argumentos apresentados nesta coluna:

QUADRO COMPARATIVO DE DISTÂNCIAS A PARTIR DO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO – RIO DE JANEIRO – RJ:

 

 

    

                                   DISTÂNCIAS

 

 

SJ x Av Brasil (BR 101):

 

 

0,3 Km

 

 

SJ x Ponte Rio/ Niterói (BR 101):

 

 

3 Km

 

 

SJ x Centro do Rio de Janeiro:

 

 

8 Km

 

 

SJ x Rodoviária do Rio de Janeiro:

 

 

4 Km

 

 

SJ x Porto do Rio de Janeiro:

 

 

6 Km

 

 

SJ x Aeroporto Santos Dumont (Centro do Rio de Janeiro):

 

 

10 Km

 

 

SJ x Aeroporto Internacional Galeão/Tom Jobim (Zona Norte do Rio de
Janeiro):

 

 

12 Km

 

 

SJ x Rodovia BR 040 (Rio x BH):

 

 

12 Km

 

 

SJ x Rodovia BR 116 (Rio x SP):

 

 

17 Km

 

 

SJ x Estações de Trem e de Metrô, de São Cristóvão (ao lado da Quinta
da Boa Vista):

 

 

2 Km

 

Como podemos ver, neste quadro, São Januário está numa Região Central do Rio de Janeiro. Mais ainda que o próprio Maracanã e o próprio Engenhão!

 

 

 

COMPARATIVO, POR SEMELHANÇA, DO ANTIGO ESTÁDIO DO PALMEIRAS – SP COM SÃO JANUÁRIO ATUAL:

    

      Antigo Estádio Palestra Itália – Palmeiras – Bairro de Perdizes – SP
      (Antes da construção da nova Arena Multi Uso)
Fonte da imagem: Internet
    
      Atual Estádio de São Januário – Vasco da Gama  –  Bairro  Vasco da Gama (São Cristóvão) – RJ
Fonte da imagem: Internet

 

Reparem acima a SEMELHANÇA entre ambos!

 

VÍDEO, abaixo, SOBRE A NOVA ARENA DO PALMEIRAS – SP, após o Clube ENXERGAR um Nobre futuro através da Revitalização do seu equipamento. Mesmo com a sua acessibilidade não tão eficiente (trânsito intenso), com exceção da Av. Francisco Matarazzo e dos viadutos Pompéia e Antártica,quase ao lado.

Parabéns ao Clube Co Irmão de SP, SEP (Sociedade Esportiva Palmeiras) pelos seus Dirigentes pensarem grande e terem a coragem, e a sabedoria, de transformarem o seu obsoleto estádio em uma das Arenas mais funcionais do mundo!

Fica aqui um recado ao Clube de Regatas Vasco da Gama: Este é um exemplo a ser seguido! Afinal, História, Tradição e Grandeza TEMOS PARA ISSO! Como já a tivemos, em 1927, ao construirmos o Estádio de São Januário!

EM TEMPO: Para detalhes complementares, sobre este propósito, assistam após o término desta coluna (VEJA AO CLICAR AQUIhttps://youtu.be/X-OaDK5fxFU ) a entrevista (35 min) do Grupo Voluntário, em Agosto de 2015, ao Programa “Expresso da Colina”!

 

ARENA ALLIANS PARQUE – S E Palmeiras – SP:

 

Você pode querer ler...

About the Author

Marcelo Paiva
Marcelo Paiva
Marcelo Paiva é Engenheiro Civil, sócio do Vasco há mais de 30 anos e Autor de um Estudo de Viabilidade de Projeto no entorno de São Januário (entregue ao Poder Público), em função do Rugby Rio 2016 e que culminou na formação do Grupo voluntário e independente da revitalização do entorno de São Januário.