ELAS & O PROFESSOR – CAROLINE BRASIL

2 min leitura

ELAS & O PROFESSOR

POR LUIZ CARLOS ROCHA

A entrevista de setembro de 2019, com Caroline Brasil, é dedicada à princesa Úrsulla Rocha, a minha maior vascaína.

CAROLINE BRASIL, 25 anos, publicitária, casada, do signo de capricórnio, moradora de Jardim América/RJ, não tem Escola de Samba do coração, mamãe de um menino. Suas cores preferidas são o preto e o branco. Adora viajar, é extremamente conectada as redes sociais. Também gosta de ouvir (e dançar) música, é bem eclética. Ama um churrasco.

Você acha que o VAR têm prejudicado o Vasco da Gama?

Infelizmente sim.

Se considera uma torcedora fanática?

Sim. As vezes me controlo para não discutir com torcedores de times adversários e estou sempre incluindo o Vasco no meu dia-a-dia.

Talles Magno já é um craque ou ainda uma promessa?

Apesar de eu achar que ele precisa melhorar, é sim um craque.

O clube perdeu os ex-presidentes Antônio Soares Calçada e Eurico Miranda. Qual morte foi mais sentida?

Por ter sido o dirigente mais irônico do Vasco, o Eurico.

Que ídolo gostaria de ter visto jogado?

Roberto Dinamite.

Deseja ver Vanderlei Luxemburgo treinando o Cruzmaltino em 2020?

Não há treinador perfeito, mas confio no trabalho do Luxemburgo. Por mim ele fica em 2020.

É mais importante equilibrar as finanças ou ganhar títulos?

Equilibrar as finanças ajusta muitas áreas do time, logo há possibilidades de boas contratações, e consequentemente, ganhamos mais títulos.

Ir ao estádio é fundamental para apoiar o time, ou torcer de casa está valendo também?

Os dois contam, mas a presença no estádio sem dúvidas ajuda muito a “empurrar” o time.

Você incentiva as pessoas a torcerem pelo Machão da Gama?

Sempre.

Já contribuiu com a cota pecuniária para o o novo Centro de Treinamento do Vasco?

Não. Porém, não descartei a hipótese, e provavelmente irei ajudar.

Alguma vez você batizou seu animalzinho de estimação com o nome de atleta vascaíno?

Animal de estimação eu não tenho. Mas já batizei um ursinho (de pelúcia) com o nome de Bernardo, na época em que o mesmo jogava no clube.

A melhor defesa é o ataque?

Nem sempre. Acho que o time precisa estar alinhado. Se não houver um equilíbrio, é impossivel ser eficiente. Não adianta ter um bom ataque com uma defesa ruim e vice versa.

FOTOGRAFIAS FORNECIDAS PELA ENTREVISTADA.

Faça seu comentário aqui!


(passe o mouse sobre cada um dos ícones abaxio para escolher a melhor opção para escrever)

1 comentários em “ELAS & O PROFESSOR – CAROLINE BRASIL

Deixe um comentário!

Copyright © Todos os direitos reservados. | Newsphere by AF themes.