ELAS & O PROFESSOR – PATRICIA DAMASCENO

A entrevista de agosto de 2017, com a linda Patrícia Damasceno é dedicada à estrela da minha vida: Úrsulla Rocha.
 
 
PATRÍCIA DAMASCENO SANTA RITA DE VARGAS, casada, 33 anos, subgerente de vendas da Mr. Cat, do signo de áries, mãe da gatinha Gabriela (13 anos), moradora do Município de Duque de Caxias/RJ, apaixonada pela Escola de Samba Grande Rio, mas ama mesmo o Vasco da Gama. De família tradicionalmente vascaína. Começou por seu avô, passou por seu genitor e chegou ao coração da Pat tal sentimento que não pode parar. Relatou que além da parentada, em seu ambiente laborativo também predomina a torcida cruzmaltina.
 
 
Ganhar uma partida do Fluminense é uma rotina?
É. Com certeza (sorriu).
 
O clube das Laranjeiras é um adversário à altura do Gigante da Colina?
Acredito que sim. Não podemos desdenhar o adversário (disparou em tom de ética e disciplina).
 
A postura do time de forma ofensiva, contra o Tricolor, mostra que o elenco queria derrubar o treinador Milton Mendes?    
Acho que não, pois o time não se prejudicaria (comentou em referência aos supostos pontos perdidos de forma dolosa).
 
Zé Ricardo é melhor do que Milton Mendes?  
Meu marido disse que sim.
 
Você discute futebol em família?
Discuto, mas só o que eu sei.  
 
O que é mais relevante em sua opinião: Vascão campeão ou Flamengo rebaixado?
Vasco campeão sempre. Primeiro porque não me preocupo com o time alheio e sim com o nosso. Depois não vou dar ibope ao Flamengo, mesmo que em assunto sobre rebaixamento.
 
O que é ser vascaíno?  
É amor de verdade ao clube. É uma paixão de infância.  
 
Toda menina na adolescência tem uma paixão por um jogador, um professor e um policial. Qual atleta você já foi “apaixonada”?
Felipe (inicialmente lateral esquerdo, posteriormente meia). Eu tinha todos os recortes de jornal sobre ele.
 
Até que ponto você acompanha a política do clube?    
Não acompanho. Só quando falam mal do Eurico (Miranda) eu leio. Leio sempre o que você escreve (WebVasco).
 
O que falta ao clube para voltar a brilhar futebolisticamente?
Uma questão de gestão. Investir mais no clube, nos atletas que estão na base, em vez de contratar medalhões com altos salários e pouco aproveitamento.  
 
Na sua opinião quem seria o presidente ideal para o Vasco da Gama hoje?  
Nelson Piquet.
 
Se fosse você a vice-presidente de futebol do Vasco e tivesse o aval para contratar qualquer atleta para agregar ao plantel, independente do financeiro, quem seria este?

O Neymar Jr (Paris Saint-Germain). Mas se pudesse também traria o Daniel Alves (Paris Saint-Germain) e o David Luiz (Chelsea).

 
FOTOGRAFIAS: BY LUIZ CARLOS ROCHA 

Você pode querer ler...

About the Author

Prof. Luiz Carlos Rocha
O Prof. Luiz Carlos Rocha é o Jornalista responsável pelo Webvasco.com (26153 MTB/RJ) com pós-graduação em jornalismo esportivo, além de ser Fotógrafo profissional. Entre sua vasta experiência profissional, estão a Revista Amiga e o Jornal dos Sports. Você pode encontrá-lo no Facebook clicando aqui!