RACISMO, CRISTÓVÃO?! NÃO! É POR CAUSA DA TUA INCOMPETÊNCIA! O VASCO NÃO TEM ESSA MANCHA NA SUA HISTÓRIA! RESPEITE O VASCO, E SUA TORCIDA!

Caros,

Se os sócios mais influentes, com acesso na Mídia escrita, rádios e Colunistas renomados, não se pronunciarem, essa mesma mídia vai colar o rótulo do racismo à história do Vasco, com a chancela do Presidente Eurico Miranda.

Cristóvão criou essa teoria da conspiração da torcida contra ele baseada em racismo. Ora, Racismo nunca entrou pelos portões de São Januário, e, quando bateu à nossa porta, foi rechaçado de forma contundente, na forma de um ofício à AMEA, que era a “FFERJ” do início do século XX, pelo então Presidente do CRVG, Sr. José Augusto Prestes.

Racismo?! O Vasco não teve, não tem e não terá essa mancha em sua história! Ainda que um técnico incompetente, mal sucedido por onde passou, e foi demitido por seus pífios resultados, fique a bater nessa tecla para encobrir seu insucesso profissional criando essa perversa cortina de fumaça para esconder seus fracassos.

O problema é que, desde que o Presidente do Vasco, Sr, Eurico Miranda, no programa Deles & Delas, na semana passada, ratificou essa mentira tantas vezes repetidas por Cristóvão Borges, a mídia já está a reverberar esse factóide do racismo pelos Vascaínos, em face do Cristóvão, em pleno São Januário, nos dias de jogos, nas redes sociais e sites de notícias. *

Como pode o Presidente do Club de Regatas Vasco da Gama, o clube que acabou com o Aparthaid no futebol brasileiro, agora referendar publicamente uma mentira grave contra a torcida do Vasco?! A torcida que é o maior patrimônio do nosso clube não é racista, não xingou Cristóvão, e não merece esse rótulo negro, ainda mais partindo de dentro do próprio clube, por pessoas que criaram isso em suas cabeças!

Pois bem! Que isso orbite nas cabeças de Cristóvão e Eurico, e esse pensamento fique em suas pessoas, apenas, porque a torcida do Vasco sempre combateu o racismo!

Se você tem os nomes dessas pessoas, Cristóvão, que os aponte, prove que foi ofendido nas redes sociais, já que no Estádio de São Januário, em partidas do Vasco isso jamais ocorreu, quando você foi chamado, sim, de burro, e pediram a tua saída, pois em 60 dias ainda não conseguiu dar um formato de jogo ao time. Prove, identifique essas pessoas, para que elas sejam banidas do quadro social, sejam retiradas de São Januário, pois nós, Vascaínos, abominamos o racismo, combatemos o racismo, e estaremos ao teu lado sempre contra isso, independentemente da qualidade ruim do seu trabalho técnico, mas não invente cortinas de fumaça baseada em um mentira contra essa torcida incomparável.

Cristóvão e Presidente, se retratem! Respeitem o Vasco da Gama, e a torcida Vascaína, que não é racista! Não manchem a história do Vasco!

Segue abaixo notícia do site UOL reproduzindo a inverdade do racismo da torcida do Vasco, que vem sendo propalada pelo Técnico, e o pior, repetida pelo Presidente, que parece ter se esquecido da Resposta Histórica.

Que a comunidade Vascaína se levante contra essa inverdade e demonstre, publicamente, toda a sua indignação! Racismo, essa mancha o Vasco não tem na sua história! E não terá!

 

 

Mesmo pressionado, Cristóvão segue com respaldo de Eurico Miranda

Sexta-feira, 10/03/2017 – 12:01

Apesar de ter somente dois meses de trabalho no Vasco, Cristóvão Borges já sofre grande pressão no cargo. Principal alvo da torcida no empate em 1 a 1 com o Vitória nesta quinta (9), o treinador segue com respaldo do presidente Eurico Miranda mesmo com as duras críticas.

Adepto de trabalhos a longo prazo, o dirigente tem passado tranquilidade ao técnico em meio ao momento turbulento e saiu até mesmo em defesa do comandante levantando supostas questões raciais para justificar tal perseguição. 

Sempre comedido, Cristóvão disse não saber o motivo de tanta pressão, mas revelou que tem tentado entender. “Eu tenho procurado estudar para entender isso, mas não cheguei a conclusão ainda. Eu sou muito observador, venho observando e acho que vou chegar a uma conclusão em algum momento. Mas ainda não consegui”, declarou.

Questionado se teme perder o cargo no clube, o treinador deixou a resposta para Eurico Miranda. “Essa pergunta só ele pode responder. Eu vou continuar trabalhando como tenho feito. Não posso responder sobre isso”, disse.

Eurico costuma dizer que não manda treinador embora. E desde que voltou à presidência do clube, isto só aconteceu uma vez, com Celso Roth, quando o Vasco já agonizava na luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2015.

Até aqui, ele teve três técnicos antes de Cristóvão. O primeiro foi Doriva, campeão estadual de 2015 e que pediu para sair após 7 meses por conta da forte pressão da arquibancada. Em seu lugar entrou Roth, que foi demitido com apenas dois meses.

Jorginho foi quem mais durou. Após quase livrar milagrosamente o time do rebaixamento em 2015, ele foi campeão carioca de 2016 e ficou por um ano e três meses.

Esta é a segunda passagem de Cristóvão Borges pelo Vasco. O primeiro trabalho aconteceu em 2011, ainda como auxiliar de Ricardo Gomes. Com o AVC do técnico em agosto daquele ano, ele foi efetivado ao comando e deixou o clube em 2012, seguindo sua carreira.

Fonte: UOL e NETVASCO

LINK: http://www.netvasco.com.br/n/190427/mesmo-pressionado-cristovao-segue-com-respaldo-de-eurico-miranda

Você pode querer ler...

About the Author

Marcus Simonini
Marcus Simonini é autor e editor do Blog Incondicionalmente Vasco (http://incondicionalmentevasco.wordpress.com) e sócio do Vasco desde 1984.