ELAS & O PROFESSOR – RENATA RAMALHO CASTELO

3 min leitura

A entrevista de Abril de 2017, com a advogada Renata Castelo é dedicada à minha amada vascaina  Úrsulla Rocha, razão do meu viver.

RENATA RAMALHO CASTELO, 37 anos, advogada criminalista, pós graduada pela Universidade Federal Fluminense em Direito Privado, do signo de gêmeos, simpatiza com as Escolas de Samba Viradouro e Salgueiro, dançarina de Zumba nas horas vagas e moradora do bairro mais charmoso de Niterói, Jardim Icaraí.

 

O Vasco começou o Campeonato Carioca desacreditado, você esperava que fosse sagra-se campeão da Taça Rio?

Não. Inclusive a decisão contra o Botafogo nem assisti com medo.

Adversários dizem que pelo sistema de disputa da competição, e pelos quatro grandes estarem na semifinal, independente de ganharam turno e returno, que esse título da Taça Rio não valeu de nada. Valeu ou não?

Claro que valeu. Mas quando é contra o Vasco tem sempre alguém que diz não valer de nada.

Você acha que o Vasco da Gama pode ser tricampeão carioca?

Acho. Nós temos time, torcida e força. Lembra da virada do século? Pois é. Nunca duvidem do Vasco.

Em 2014, na final contra o Flamengo, o Cruzmaltino foi notoriamente garfado, o que seria o primeiro título desta série, e agora consequentemente tricampeão estadual. Sendo assim, se levantar a taça poderá ser tetracampeão moral?

Vou sempre dizer que sim. Até, porque, vou sempre dar razão ao direito.

O STJD tem suas falhas como o Tribunal de Justiça ou por ser mais específico é bem mais difícil de encontramos erros?

É mais difícil de encontrarmos erros, por ser mais específico, porém não está livre de acontecer.

O Departamento Jurídico do Gigante da Colina é eficaz?

Sim, bastante. Mas todo advogado erra. Todos tem falhas. Mas de uma modo geral, os colegas do Jurídico do Vasco são competentes e defendem bem a instituição.

Como você se tornou torcedora?

Desde a barriga da minha mãe. Meu pai é um vascaíno legítimo, vascaíno português. Nasci assim e vou morrer assim, graças a Deus.

A contratação do atacante Luís Fabiano foi importante?

Foi. Para o Departamento de Marketing foi ótimo.

Qual título está faltando ao Vasco?

O mundial. Duas vezes batemos na trave (1998 e 2000). Tínhamos tudo para ganhar. O plantel era excelente. Faltou de sorte.

Eurico Miranda ou Roberto Dinamite, quem foi pior presidente?

Roberto (Dinamite) foi péssimo. O Eurico (Miranda) é complicado, mas já fez alguma coisa pelo Vasco. Hoje ficou obsoleto, mas já trouxe algo relevante.

Os contratos publicitários, na qual estampam logomarcas na camisa do time, é suficiente para alavancar a marca Vasco da Gama?

Não, poderiam ter mais patrocinadores.

Porque  a TV Globo não gosta do Vascão?

Começou na partida que decidia o Campeonato Brasileiro de 2000, contra o São Caetano, em São Januário quando parte do alambrado da arquibancada caiu. Naquele momento Eurico Miranda mandou prosseguir o jogo, mas o delegado da partida impediu cancelando a mesma. Ele (o mandatário) não gostou e na partida seguinte estampou a logomarca do SBT na camisa do Vasco. Vale lembrar, que saiu caríssimo. Além de ser de forma gratuita, apenas para satisfazer a vaidade do presidente que havia sido contrariado, ainda arrumou um retaliação ad eternum (eterna, em latim).

O Vasco é respeitado em outros Estados?

Sim, claro. Por força da sua Imensa Torcida Bem feliz. Se não me engano somos a terceira maior do Brasil.

O Estatuto do Torcedor prejudicou o Vasco em alguma coisa?

Prejudicou. O Vasco tinha nas mãos os contratos dos atletas, hoje, com esta Lei (10.671/03) é mais difícil de manter o vínculo por muito tempo.

FOTOGRAFIAS: BY LUIZ CARLOS ROCHA E DIVULGAÇÃO DA ADVOGADA

Copyright © Todos os direitos reservados. | Newsphere by AF themes.
electric golf push carts reviews